Proposta de Micro-Análise Multimodal de Interação Face a Face

Proposta de Micro-Análise Multimodal de Interação Face a Face
  • Autor: Ana Paula Lopes
  • Ano: 2020
  • Capa mole: 352 Páginas
  • ISBN: 9789898515995
0 COMENTÁRIOS

 

 

 

Conteúdo

Introdução

1. Estudos do Gesto

  • 1.1. História e formação dos Estudos do Gesto (Gesture Studies)
  • 1.2. Fundamentos teóricos dos Estudos do Gesto
  • 1.2.1. Gesto: definição e partes constituintes
  • 1.2.2. Fases, sintagmas e unidades dos gestos
  • 1.2.3. Prosódia (da fala) e gesto
  • 1.2.4. Funções dos gestos
  • 1.2.5. Tipologias/Classificações dos gestos
  • 1.2.5.1. Tipologia de Ekman e Friesen
  • 1.2.5.2. Tipologia de McNeill
  • 1.2.5.3. Classificação de Kendon
  • 1.3. O contínuo de Kendon
  • 1.3.1. Gestos espontâneos (gesticulation)
  • 1.3.2. Gestos idênticos à língua (language- like gestures)
  • 1.3.3. Pantomimas (pantomimes)
  • 1.3.4. Emblemas (emblems)
  • 1.3.5. As línguas gestuais (sign languages)
  • 1.4. Ponto de geração, reativações, coesão, unidade de ideia global, espaço gestual
  • 1.5. Polifuncionalidade dos gestos
  • 1.6. Multimodalidade
  • 1.7. A fala
  • 1.8. O olhar
  • 1.9. As expressões faciais/mímica
  • 1.10. Os movimentos da cabeça
  • 1.11. Os movimentos do torso/postura
  • 1.12. Os movimentos dos membros inferiores
  • 1.13. A Proxémica
  • 1.14. Perspetivas de abordagem da relação gesto- fala- pensamento no processo de comunicação: composto multimodal
  • 1.15. Gesto e cultura
  • 1.16. Experiências partilhadas e corporização de conhecimento
  • 1.17. A Comunicação e as Ciências da Cultura
  • 1.17.1. A relação entre cultura e indivíduo
  • 1.17.2. Conhecimento e memórias compartilhados, expectativas, pressuposições, estereótipos, preconceitos, discriminação
  • 1.18. Gesto e pensamento
  • 1.19. A comunicação intercultural
  • 1.20. A fala e os gestos entre falantes de L1 e de L2
  • 1.21. Imitação, adaptação e alinhamento no gesto e os neurónios espelho

2. Estrutura e metodologia da investigação

  • 2.1. Justificação e perguntas de investigação
  • 2.2. Metodologia
  • 2.3. Recolha dos dados
  • 2.3.1. Estudo de Caso 1 – Experiência 1
  • 2.3.2. Estudo de Caso 1 – Experiência 2
  • 2.3.3. Estudo de Caso 2
  • 2.4. Processamento dos dados
  • 2.5. Anotação e análise dos gestos
  • 2.5.1. Segmentação dos gestos
  • 2.5.2. Análise da forma e posicionamento dos gestos no espaço gestual
  • 2.5.3. Anotação da função dos gestos
  • 2.6. Análise e anotação da fala
  • 2.7. Análise e anotação dos movimentos do corpo
  • 2.8. Análise da relação entre gesto e fala

3. Resultados da Análise

  • 3.1. Análise do Estudo de Caso 1 – Experiência 1
  • 3.1.1. O grupo inglês
  • 3.1.1.1. Contagem dos movimentos do corpo
  • 3.1.1.2. O olhar e a postura
  • 3.1.2. O grupo português
  • 3.1.2.1. Contagem dos movimentos do corpo
  • 3.1.2.2. O olhar e a postura
  • 3.2. Comparação dos resultados da Experiência 1
  • 3.3. Análise do Estudo de Caso 1 – Experiência 2
  • 3.4. Análise do Estudo de Caso 2
  • 3.4.1. Análise dos diferentes tipos de gestos
  • 3.4.1.1. Falante 1 (L1)
  • 3.4.1.2. Falante 2’ (L1)
  • 3.4.1.3. Falante 1 (L2)
  • 3.4.1.4. Falante 2’ (L2)
  • 3.5. Observações gerais
  • 3.5.1. O tipo e a quantidade de gestos executados em L1 e em L2
  • 3.5.2. Espaço gestual: zona de execução/dinâmica do movimento
  • 3.6. A relação entre a fala e os gestos
  • 3.7. O sorriso, a proximidade e a empatia
  • 3.8. Os gestos e os contextos de interação face a face
  • 3.9. Momentos de silêncio e pausas/hesitações
  • 3.10. Observações

4. Os contextos forenses

  • 4.1. Os tribunais
  • 4.2. Os órgãos de polícia criminal
  • 4.3. A comunicação em contextos forenses
  • 4.4. A Psicologia e a Linguística
  • 4.4.1. A Psicologia Forense
  • 4.4.2. A Linguística e a comunicação nos contextos forenses
  • 4.4.3. A Linguística Forense
  • 4.4.3.1. Percurso histórico
  • 4.4.4. Principais áreas de estudo/investigação
  • 4.4.5. O linguista forense
  • 4.5. A experiência pessoal e sociocultural de quem interroga, inquire e julga
  • 4.6. As emoções de quem interroga, inquire e julga
  • 4.7. Os movimentos cinésicos na interação em contextos forenses
  • 4.7.1. Respostas dos juízes
  • 4.7.2. Respostas dos investigadores criminais da Polícia Judiciária
  • 4.8. Os movimentos cinésicos na deteção de mentiras
  • 4.9. Os estudos do discurso e os movimentos cinésicos
  • 4.10. Os contextos forenses e os Estudos do Gesto

5. Conclusões

  • 5.1. Observações e proposta de micro- análise
  • 5.2. Limitações do estudo
  • 5.3. Estudos posteriores

6. Bibliografia

7. Anexos

  • 7.1. Inquéritos realizados a investigadores criminais da Polícia Judiciária e a juízes
  • 7.2. Inquéritos realizados no âmbito do Estudo de Caso 1 – Experiência 2
  • 7.3. Convenções do GAT
  • 7.3.1. Sinais de transcrição prosódica (utilizados nas transcrições do presente trabalho)
  • 7.3.2. Sinais de anotação dos gestos
  • 7.3.3. Resumo das principais convenções de transcrição do GAT
  • 7.3.4. Vídeos relativos à Experiência 2

 

 

  • Desconto: 20%
  • (€35,00) €28,00
ADICIONAR